Zampieri manda um abraço de soliedaridade para Portugal

A propósito da demissão de José Sócrates (que até tenho medo de saber onde vai isto dar...):

"Estou preocupada com a grave crise que Portugal enfrenta. Estou muito ligada a este esplêndido País e a tantos grandes amigos que lá habitam. Um grande abraço de solidaridade a todos eles."
A Diva publicou isto ontem no seu Facebook, por volta da uma da manhã. Portugal agradece e deixa um abraço de saudade. :-)

Lucia di Lammermoor | Met Live in HD

 ...E vai mais uma transmissão de alta qualidade para o auditório da Fundação Calouste Gulbenkian de Lisboa, em directo da Metropolitan Opera House, de Nova York!

Imagem publicitária.
A encenação de Mary Zimmerman -- já comercializada pela Deutsche Grammophon -- é uma encenação de essência moderna que transporta a acção no tempo, situando-a no último quartel século XIX. É uma encenação coesa, não muito complexa, e eficaz. Ora aqui está um exemplo a seguir!
Tézier como Enrico.
Natalie Dessay começou com "a garganta seca", como afirmou em entrevista a Renée Fleming, no backstage, mas foi recuperando até à gloriosa "cena da loucura". Sendo uma actriz nata, arrasou também vocalmente. Lembro que o público se mexe muito no Met Live; quando chegou àquela parte da "pirotecnia vocal", veio-me um espirro (felizmente contido) que me desconcentrou por breves momentos, e reparei, lá do fundo da plateia C: um auditório de cabeças imóveis, de olhos bem abertos (e presumo que de boca aberta babando). A interpretação destas árias por Dessay é, de facto, estupenda, e vale todo o espectáculo. Uns meses depois da perda de La Stupenda, há que seguir em frente!
A visão do "fantasma" foi representada coreograficamente.
Como Edgardo, esteve Joseph Calleja, que mostrou as suas óptimas habilidades de tenor à antiga. De grande tamanho ao lado da pequenina Dessay, o tenor conseguiu arranjar espaço para brilhar, mas ainda tem muito que evoluir para estar ao nível da parceira...
O acto II, culminado em fotografia.
Enrico foi interpretado por Ludovic Tézier -- barítono dotado de uma boa voz e postura física para o papel. O Raimondo de Kwangchul Youn também não se saiu nada mal, mas também não teve grande destaque no seu papel secundário.
A célebre "cena da loucura".
Não fiquei um fã da direcção musical de Patrick Summers. Não gostei do dueto "Verranno a te sull'aure", e isso parece ter feito a diferença de uma forma muito pragmática na minha impressão final.
Valeu bem a pena!

"Banksters" @ Teatro Nacional de São Carlos | Opinião dos leitores

Nos últimos tempos, já foram duas as vezes que me apanhei em estreias de óperas portuguesas, e fiquei demasiado traumatizado pelo pós-pós-pós-wagnerianismo depressivo, empapado, circular e desinteressante de Os Mortos Viajam de Metro, ou pelas tendências electrónicas aborrecidas e um objectivo muito pouco acessível de Quixote.

«Banksters»
Deixo aqui em baixo um mini-inquérito destinado aos que já assistiram ao espectáculo, para que os demais leitores e eu possamos evitar gastar umas massas, não deixando de rogar aos "Gentle Readers" que deixem as suas opiniões nos comentários.


video
(Vídeo: RTP2/ Câmara Clara)

Some Walküre and Strauss from "Rango"



video

Está engraçado! É pena só ter arranjado a versão dobrada; a voz do Johnny Depp é impagável a fazer de Rango (lagarto). Em vez de termos a cavalgada das valquírias, temos o voo dos seres esquisitos. Munida também do Danúbio Azul, esta é uma cena que contraria o estereotipo da música clássica que só serve para fazer anúncios televisivos. (No YouTube, há um comentário que diz, acerca do Danúbio: "If I go to space, I'm gonna play this when I float around in the space ship lol", que é algo de que não podemos fugir neste Strauss e vemos neste filme.)

Portugal Tem Talento! ou Não?: "Nessun dorma" do Theatro Circo!

Há ou não talento neste programa em que, desde este cromo sem piada nenhuma, já se torna um clássico ir cantar "Nessun dorma"?



Pode ganhar, mas a voz apenas imita a de tenor operático. O resto é o que ele tem de trabalhar para ganhar o concurso e, quem sabe, lançar uns diquitos de música ligeira para promoção da Worten.